2 de set de 2011

4 A Pequena Atiradora e O Guerreiro De Libra - Parte 1

Oie Pessoal! Resolvi fazer um post diferente! Uma história!
Separei em partes, para não ficar muito grande, e de pouco em pouco vou postar cada parte aqui!
É uma história que me veio na cabeça quando estava voltando da faculdade. Não sei quantos capítulos ao todo vão dar, porque cada hora eu invento algo a mais, mas quero deixar claro que não vai virar novela! Acredito que não vai passar do quinto capítulo! Então espero que gostem e comentem se devo ou não continuar com histórias desse tipo!


Era uma vez, uma garota que sonhava em ser caçadora. Sempre se encantara com filmes de aventura e se inspirava neles. Morava numa pequena cidade, em que homens e mulheres tinham papéis distintos: Eles caçavam e protegiam a familia, Elas curavam, cuidavam da casa e dos filhos.
Entretanto, aquela menina dos cabelos negros era diferente, estava no auge de sua adolescência, e estava determinada a se tornar caçadora, como seu pai, e como seus personagens favoritos dos filmes.
Sempre foi muito zombada por causa disso, muitos a tachavam de louca, humilhavam ela publicamente, até mesmo na escola, ela era tratada como um rebelde que não sabe seu lugar na vida. Porém o pior não era a humilhação e sim o preconceito, pois não havia homem nenhum que aceitasse quebrar a sua cultura para ensinar uma garota a atirar, mesmo que bem pago pra isso.
A garota não desistia. Sempre que ouvia a intensa barulheira dos homens da cidade se organizando para a caçada, a pequenina sempre inventava alguma desculpa para sair de casa e assistir aqueles valentes caçadores se preparando. Ela acreditava aprender com isso, apesar de não levar jeito para a caçada.
Um dia, cansada de apenas olhar, resolvera agir. Já estava muito tarde, a lua era a unica que estava acordada, com excessão da jovem. Esperou até a madrugada para ter certeza de que seus pais já tivessem pegado no sono. Levantou-se da cama e pegou a espingarda do pai, saiu de casa, silenciosamente, pela janela de seu quarto. Decidiu que voltaria antes do amanhecer, para que ninguém percebesse que sumira com uma espingarda na mão.
Seguiu em direção à floresta mais próxima, de olhos bem abertos, à procura de alguma presa. De repente, ela sentiu que estava sendo vigiada. Olhou ao redor de onde estava, não conseguia enxergar muita coisa, pois não trouxera uma tocha ou lanterna. Estava ficando nervosa, a adrenalina esquentando seu sangue, fazendo suas pernas tremer, mas ela continuava a andar e a procurar um bicho, qualquer bicho que fosse, que ela pudesse caçar e levar o corpo como prova de que ela tinha futuro no sonho dela. Aquele sonho não saia de sua mente. Ficou bom tempo de sua caminhada imaginando como reagiriam se ela chegasse na cidade com comida para todos. Estava se animando, empolgando. Não percebeu porém que alguém a seguia.

Continua...

4 (Ins)Pirações:

HONORATO,Sandro.

Olá Mimi e ai como vai?
Ah to adorando a história *---*
Bom,tomara que ela se torne caçadora,pois este é seu sonho *---*

Beijos e uma ótimo final de semana
..................................
www.rimasdopreto.com

Laila

nossaaaa que história incrível!!!!! simm continue criando historias assim! bjs, Laila.



www.gotasdeframboesa.blogspot.com

Clarinha

Que fofo !Quase o mesmo sonho que o meu ;)

Mari Sayuri

Oi Mih!! Ta ficando muito bom ein!
Vou acompanhar, beijinhos!
http://ondevaoasnuvens.blogspot.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...